Alcatra de panela (a “carne ligeira” da minha vó)

No ritmo de redescoberta das comidinhas caseiras, levei para a panela de ferro uma peça de pouco mais de meio quilo de miolo de alcatra. Minha vó Lilda chamava isto de “carne ligeira”, mas como a que ela fazia tinha um sabor que ninguém até hoje conseguiu reproduzir, mudo o nome e assumo as consequências.

Na panela bem quente com um pouco de azeite coloco a peça de carne inteira. E vou virando todos os lados para que doure, ou melhor, sele a carne. A crostinha que se forma com a “queima” das proteínas, açucares e gordura retém o suco. Aliás, o uso de um garfo que venha a furar a carne é considerado crime inafiançável. Quando ela está selada por todos os lados vêm os temperos: sal, pimenta e tomilho seco. No fundo da panela um dente de alho amassado e uma folha de louro. Meio copo e vinho branco seco e quantidade um pouco menor de molho de soja (shoyu) completam a operação.

Aí fecho a panela e, vez que outra, viro a carne com uma espátula. A carne vai pegando a cor do molho escuro gerando um visual pra lá de apetitoso. Se o molho secar muito, acrescente água quente aos poucos e mantenha a panela fechada para que a carne cozinhe.

O ponto certo é o que tem a crosta crocante na carne e o interior rosado, quase mal passado. Bem passada esta carne jamais será homologada pelas autoridades do ramo, pois perderá seu sabor e se tornará um emaranhado rígido de fibras de difícil digestão. Eu gosto que o interior esteja quase vermelho.

Muita coisa combina com esta carne. Arroz, risotos, massas e até um simples pãozinho fazem bonito com ela. E se sobrar é facilmente reciclável. Acho que em breve teremos sanduíche…

Esse post foi publicado em Comidinhas, Receitas e marcado , . Guardar link permanente.

5 respostas para Alcatra de panela (a “carne ligeira” da minha vó)

  1. Jouber Castro disse:

    Ficou bonita essa carne, hein? Meus parabéns!

  2. Edson Burg disse:

    É um crime exibir isso em pleno horário de almoço.

  3. Fiz esta receita e ficou uma delícia!!! Tenho apenas uma pergunta: qto tempo devo deixar a carne após colocar o vinho e o shoyu?

    • Sônia Vill disse:

      Olá Deise, que bom a tua passagem por aqui. Sobre a tua pergunta temos que considerar duas variáveis: a altura da peça de carne e o teu gosto. Como neste caso usamos uma peça alta e o nosso paladar exige a carne mal passada, deu coisa de uns 15 a 20 minutos.

      • Oi Sônia!! Obrigada por me responder tão prontamente.
        Qto a carne, deixei um pouco mais de tempo, uns 25/30 min, e achei que ficou passada demais pro que eu queria. Mas agora que vc confirmou o tempo vou tentar de novo, pois aqui em casa todos adoramos a carne e queremos bis!! Valeu a dica!!!
        Parabéns pelo blog, to gostando mto das dicas e receitas!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s