Galeto na brasa

Galeto na brasa é, para mim, sinônimo de boa gastronomia desde a infância. Era um luxo ir com meus pais e irmãos aos restaurantes Augusto ou Vera Cruz, em Santa Maria, degustar as pequenas aves assadas em um tempero extraordinário, servidas num suporte com brasas. Até hoje quando passo na cidade natal dou um jeito de conferir a iguaria. O que a gente faz chega perto, mas não se iguala aos tradicionais santamarienses.

O galeto na brasa foi o cardápio escolhido para receber amigos e celebrar o aniversário da Soninha à beira da churrasqueira.

Em primeiro lugar é preciso definir galeto. Em muitos restaurantes vendem pedaços de frango assados como galeto. É uma fraude. Galeto se diz do frango muito jovem que alguns chamam de frango de leite ou galeto primo canto, ou seja que recém deu seu o primeiro canto. Uma ave de cerca de um mês de vida. Por esta razão a carne é mais tenra, delicada, muito diferente de um frango. É possível encontrar galetos de boa qualidade, congelados, em bons supermercados.

Como é uma ave pequena, mede-se a quantidade com a média de meio galeto por pessoa, se houver outros acompanhamentos. No nosso caso aproveitamos o calor da churrasqueira para assar costelinhas de porco, linguicinhas e pão com alho, que combinam bem com os galetos. Mas não faltou o acompanhamento tradicional: salada de radiche com torresminhos e queijo parmesão.

Marinada

Não se faz um bom galeto sem que ele repouse pelo menos 12h numa boa marinada. Recomendo 24h. Uso ervas frescas com predomínio da sálvia, mas vai orégano, tomilho, manjericão, salsinha, cebolinha e o que você achar conveniente. Alho, cebola picada e bastante vinho branco seco complementam a alquimia.

Costumo usar uma caixa plástica com tampa e manter a marinada na geladeira até uma  ou duas horas antes de levar os galetos ao fogo.

Espeto eles inteiros, pela lateral, perfurando a coxa e a asa dos dois lados. Dá três por espeto duplo com tranquilidade. Como cada churrasqueira tem sua característica não se fala em tempo. Na do nosso prédio em cerca de 45 minutos se tem os galetos no ponto. Durante este tempo molho, pelo menos duas vezes, os galetos na marinada, garantindo que eles não fiquem ressecados e que mantenham a carne suculenta.

Foto by Hermínio Nunes

Para servir corte cada galeto em quatro partes e divirta-se. Se tiver infraestrutura adequada vale servir junto polenta frita na chapa. Um casamento perfeito.

Diversão

Os galetinhos proporcionaram uma festa agradável e saborosa. Tirando os galetos “aos poucos” se garante degustação e convivência por muito tempo. Pois estes galetinhos só se aprende a começar a comer. Parar é difícil.

Anúncios
Esse post foi publicado em Comidinhas, Receitas e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Galeto na brasa

  1. Ana Paula disse:

    sim, muito tempo. mais precisamente até as 4h30 da manhã. \o/

  2. adriana tenório disse:

    como faço pra tirar um licença para assar frango na brasa?

  3. Gilberto disse:

    Como faço pra deixa bem dourado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s