Macarrão oriental, nossa versão do velho e bom yakisoba

oriental

Tem coisas que a gente faz tão automaticamente que por vezes nem percebe na hora, só depois se dá conta. Viajar e trazer temperos é uma delas. Fui duas vezes a São Paulo, no fim do ano passado, em outubro e novembro. Claro que não foi surpresa, a quantidade de coisas que foram acrescentadas à bagagem. Nada de roupas ou sapatos. Apenas livros (livrarias, museus e galerias de arte são lugares que adoro visitar. Nestas idas específicas também  me esbaldei visitando a Trigésima Bienal!), temperos e coisinhas que incrementam a  cozinha. Coisas que dificilmente achamos aqui em Floripa, ou quando achamos custam muito mais caro. Adoro visitar lojinhas, o mercadão e, da última vez passei quase um dia inteiro no bairro da Liberdade. 

Parecia criança em loja de brinquedo. Coisa boa todos aqueles cheiros, cores e aperto. Sim, até as lojas apertadas e lotadas pareciam ótimos lugares. Claro que a despensa foi melhorada. Vieram molhos, como o de ostra, chás, curry e até um talharim caseiro (udon). A maioria das coisas já está no uso: uma pitadinha aqui, outra ali dão um gostinho a mais a um prato trivial. 

No último fim de semana, aproveitando que tínhamos vários vegetais em casa e fizemos a nossa versão de Yakisoba. Ficou fantástico. Absolutamente rico em sabores, texturas, cores e cheiros. Assim como deve ser uma boa comida.

Mas o Yakisoba é daqueles pratos em torno dos quais há inúmeras discussões sobre qual é o legítimo. São muito chatas estas discussões. Então que fique claro que trata-se de um prato que fizemos com o que tinha disponível, perseguindo o sabor oriental que é tão interessante.

Usamos três tipos de carne: um pedaço de lombo de porco, um bife grosso de alcatra bovina e um peito de frango. Poderiam (deveriam?) entrar também camarões, mas não tínhamos nos despensa. Todas as carnes foram cortadas em cubinhos.

Os vegetais que usamos foram:

– Pimentões verde, vermelho e amarelo (digamos que 1/3 de cada um deles, que eram grandes) cortados em quadrados

– Uma cebola grande cortada em pétalas

– Uma cenoura média cortada em cubos

– Quatro folhas de acelga

– Cebolinha verde picada

– Seis cogumelos portobelo cortados e fatias grossas

– um pedaço de gengibre cortado bem miudinho (o tamanho vai depender do gosto, quem prefere mais picante pode usar um pedaço maior)

– um pedaço de 3 dedos de abobrinha

Poderíamos ter incluído brócolis, couve-flor, brotos de feijão e outras coisas. Mas tem um problema: estávamos cozinhando para dois, e um pouquinho de cada ingrediente vai fazendo uma quantidade enorme de comida. Então optamos por “sacrificar” alguns ingredientes.

Com tudo cortadinho aquecemos bem uma panela wok e espalhamos óleo de gergelim torrado nela. Ali refogamos, um de cada vez, as carnes de porco, bovino e frango. Reservando as carnes em uma travessa. Depois fomos refogar (sempre rapidamente) os legumes: primeiro a cebola e os pimentões, depois a cenoura e a abobrinha e o gengibre, por fim os cogumelos. A cebolinha e a acelga ficaram para a finalização.

Aos legumes refogados juntamos as carnes que esperavam bem douradas e começamos a finalizar. Primeiro duas colheres de molho de ostra, depois um tanto (tem que ser a olho mesmo) de molho de soja shoyu e um pouquinho (meia colher de sopa) de maizena diluída em água para dar uma leve engrossada. Enquanto apurava juntamos a acelga e a cebolinha, temperamos com um pouco de pimenta verde moída (cuidado que o shoyu é salgado) e… pronto.

Juntamos ao talharim Udon que foi cozido enquanto tudo isso acontecia e depois foi só se deliciar. Para finalizar vale mais um fio de óleo de gergelim.

Esse post foi publicado em Comidinhas, Receitas e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Macarrão oriental, nossa versão do velho e bom yakisoba

  1. wacka wacka disse:

    Por favor, postem mais fotos dos ingredientes e do preparo.

    • Sônia Vill disse:

      Obrigada pelo dica. Como o que a gente posta é o que a gente faz no nosso dia-a-dia, nem sempre é possível fazer a produção fotográfica de um passo a passo, acabamos fazendo mais o registro. Mas vamos tentar fazer o que sugeres, especialmente quando as receitas forem mais complexas. Abs e obrigada pela visita.

  2. Alice disse:

    Amo Yakisoba. O de vocês ficou super apetitoso, como deve ser. Ë muito legal a forma como vocês apresentam as receitas, tudo parece ficar mais fácil de fazer. Parabéns pelas ótimas receitas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s